É ruim, mas eu gosto – Paula Abdul, “Straight Up” (1988)

Paula Abdul: antes de se tornar uma das juradas do programa de TV American Idol a moça fora cantora, compositora, dançarina, coreógrafa e  atriz. "Straight Up" é um de seus hits, ruim mas extremamente gostável

Paula Abdul: antes de se tornar uma das juradas do programa de TV American Idol a moça fora cantora, compositora, dançarina, coreógrafa e atriz. “Straight Up” é um de seus hits, ruim mas extremamente gostável

Bem antes de Paula Abdul se tornar uma das juradas do programa de TV American Idol a moça já havia sido cantora, compositora, dançarina, coreógrafa e  atriz. Na passagem dos anos 1980 para 1990 Paula deixou sua breve mas profunda marca na cultura pop: uma das provas definitivas disso é o hit “Straight Up“, canção do álbum Forever Your Girl (1988), debute da artista e um de seus mais populares sucessos comerciais. A canção, apesar de ser bem ruim, é muito boa, carregada de uma energia oitentista bacana e de um descompromisso dançante extremamente condizente com a época (aproveite a oportunidade para conhecer também a despretensiosa versão da música executada pela banda Tallahassee). Evidentemente ruim, mas claramente boa o bastante pra dizer que eu gosto. Vamos que vamos!

Anúncios

Vídeo da semana – Jack Vidgen, de 14 anos, canta “I Have Nothing” de Whitney Houston no Australia’s Got Talent

Não bastou me apresentar indiretamente o Michael Collings: o meu colega Nicolas Barcza tinha que surpreender novamente. Agora ele encontrou um vídeo de um garoto de 14 anos chamado Jack Vidgen que simplesmente apavorou os jurados do Australia’s Got Talent (um tipo de programa de show de calouros igual ao Britain’s Got Talent  e ao American Idol) ao cantar a música “I Have Nothing” da Whitney Houston.  Depois de assistir ao desempenho do moleque (ali em cima), dê uma conferida no original (aqui embaixo). Se passar bem pelas mudanças de voz características dessa fase, Jack tem futuro! Que sustentação! Que firmeza nos tons altos! Go, Jack, go!

Originais & Originados – Tears for Fears x Gary Jules x Adam Lambert

Tears for Fears: mais uma prova de como uma boa canção pode ser versátil

Tears for Fears: mais uma prova de como uma boa canção pode ser versátil

“Mad World”, um hit do Tears for Fears do começo da década de 1980 amadureceu bem nas vozes de Gary Jules (cuja versão lúgubre entrou para a trilha do filme Donnie Darko – que eu recomendo extremamente, por sinal) e Adam Lambert, vice-campeão do American Idol de 2009, que em sua interpretação da canção mostrou ter se inspirado bastante em Jules. Enjoy!

ORIGINAL – Tears for Fears (1983)

ORIGINADA – Gary Jules (2001)

ORIGINADA – Adam Lambert (2009)