Novidadeiro – Moon Duo

Moon Duo (EUA): a mistura de garage rock, psicodelia e noise pop soa muito interessante por detrás da onírica cortina de distorção fuzz e reverb produzida pela aparelhagem compacta da dupla

Moon Duo (EUA): a mistura de garage rock, psicodelia e noise pop soa muito interessante por detrás da onírica cortina de distorção fuzz e reverb produzida pela aparelhagem compacta da dupla

Topei com essa duplinha aí no canal da rádio KEXP (de Seattle) no YouTube – a apresentação completa deles nos estúdios da FM está no fim do post. Gostei do que ouvi e fui atrás. Descobri que o Moon Duo foi criado em 2009, em São Francisco, pelo guitarrista/vocalista Ripley Johnson (que também toca na banda neo-psicodélica Wooden Shjips, também de São Francisco) e pela tecladista Sanae Yamada. Acompanhados por batidas eletrônicas, os músicos fazem uma hipnotizante mistura de garage rock, psicodelia e noise pop. E tudo soa muito interessante por detrás da onírica cortina de distorção fuzz e reverb produzida pela aparelhagem compacta do duo – de acordo com Johnson, a crise financeira que eclodiu em 2008 nos EUA teria trazido à tona a ideia de uma banda mais “econômica”.

Eles já tem 4 álbuns na discografia. O último, Circles (cujo repertório domina a participação da dupla na transmissão da KEXP), é de 2012. Recomendadíssimo (e dá pra ouvir aí embaixo).


Vídeo da semana – Haim, “Forever” (2012)

Cena do clipe de "Forever", do trio Haim: meninas descompromissadamente bonitas e boas de som

Cena do clipe de “Forever”, do trio Haim: meninas descompromissadamente bonitas e boas de som

Apesar de ter aparecido no ano passado, o vídeo abaixo poderia dividir com o Novidadeiro a categoria em que foi incluído aqui no blog. O Haim (pronuncia-se ráim) é um trio  relativamente novo, formado por três irmãs de Los Angeles (CA, EUA), que faz um som que vai do folk ao R&B com bastante influência oitentista. E o nome escolhido para batizar a banda nada mais é que o sobrenome de Este (nascida em 1986), Danielle (de 1989) e Alana (1991), as irmãs Haim.

As três garotas, acompanhadas pelo baterista Dash Hutton, já conseguiram chamar a atenção da mídia especializada mundial, embora ainda não tenham nem lançado um álbum inteiro (até agora foram apenas dois EPs, ambos de 2012). Mas foi com o simples e belo clipe de “Forever” (principal hit do grupo até agora), que também saiu em 2012, que elas conseguiram a minha atenção. Topei com o vídeo esta semana e já assisti inúmeras vezes. Além da beleza desinteressada das irmãs Halim, o maior mérito do clipe é, claro, mostrar o empolgante som que elas fazem. Pra propósitos pedagógicos dá pra chamar de power pop meio funkeado com ecos oitentistas e um sotaque particular bastante pronunciado.

Sem mais delongas, dê o PLAY aí abaixo e confira por si mesmo!

 

De bônus fica também uma apresentação das moças ao vivo no Later… with Jools Holland, agora em abril. Já dá pra sacar que, se continuarem inspiradas, elas vão longe.

 

Selo Jools Holland de Qualidade

Time capsule – The Supremes – “Where Did Our Love Go” (1964)

The Supremes (com Diana Ross): primeiro sucesso do trio a chegar ao número um da Billboard em apresentação intimista

The Supremes (com Diana Ross): show intimista para o primeiro sucesso do trio vocal feminino a chegar ao topo da Billboard

The Supremes (com Diana Ross) tocando “Where Did Our Love Go” (1964), seu primeiro sucesso a chegar ao número um da Billboard nos EUA, em uma apresentação intimista. Registro histórico desse trio vocal feminino poderosíssimo!

The Supremes – “Where Did Our Love Go” (1964)

Baby, baby, baby, don’t leave me
Oh, please don’t leave me all by myself

I’ve got this burning, burning, yearning feeling inside me
Ooh, deep inside me and it hurts so bad

You came into my heart (baby, baby) so tenderly
With a burning love (baby, baby) that stings like a bee
(baby, baby)

Now that I surrender (baby, baby) so helplessly
You now wanna leave (baby, baby) ooh, you wanna leave me
(baby, baby)

Ooh, baby, baby, where did our love go?
Oh, don’t you want me (baby, baby) don’t you want me no more?
(Baby, baby) Ooh, baby

Baby, baby, where did our love go?

And all your promises (baby, baby) of a love forever more
(baby, baby)

I’ve got this burning, burning, yearning feeling inside me
Ooh, deep inside me (baby, baby) and it hurts so bad
(baby, baby)

Before you won my heart (baby, baby) you were a perfect guy
But now that you got me (baby, baby) you wanna leave me behind
(baby, baby)

Ooh, baby, baby, baby, baby, don’t leave me
Oh, please don’t leave me (baby, baby) all by myself
(baby, baby)

Ooh (baby, baby)