Vídeo da semana – Michael Collings, Fast Car (Tracy Chapman) no Britain’s Got Talent

Olha só o que a maré da web trouxe pra nós essa semana. O vídeo acima já tem mais de 2 milhões de visualizações (e foi postado no dia 16/04). Quem cantou a bola foi meu colega Nicolas Barcza.

A história é a seguinte: num esquema meio Susan Boyle, o garoto Michael Collings (19 anos) se apresenta na audição do Britain’s Got Talent (uma espécie de show de calouros, o mesmo que revelou a supracitada Susan Boyle). O rapaz tem tudo contra ele: é gordinho, se veste mal (pros padrões de “ídolos pop”) e trabalha com computadores. Ninguém sabe ainda, mas ele vai cantar (enquanto toca o seu violão) uma versão arrebatadora de “Fast Car” da Tracy Chapman. A reação da plateia e dos jurados é impagável. E a música, então, nem se fala. Veja o vídeo acima e depois o original, aqui abaixo! Go Michael!

Originais & Originados – Crowded House x Sixpence None the Richer x Susan Boyle

Crowded House: "Hey now, hey now!"

Crowded House: "Hey now, hey now!"

Lembrei da existência dessa música assistindo a uma cena de um dos episódios da minissérie A Dança da Morte (The Stand, no original), baseada em um livro do Stephen King – recomendo que assistam também, by the way. Só pensei em falar dela bem depois, e foi um parto pra lembrar o nome. Consegui: “Don’t Dream It’s Over”. Foi o único maior sucesso da banda neozelandesa Crowded House, regravado pela igualmente efêmera Sixpence None the Richer (que nomezinho, hein?) e posteriormente pela YouTube-wonder Susan Boyle. Linda canção, anyway.

ORIGINAL – CROWDED HOUSE (1986)

ORIGINADA – SIXPENCE NONE THE RICHER (2002)

ORIGINADA – SUSAN BOYLE (2010)